Gasto médio na Páscoa deve ter aumento de 7,4% em SC

A Páscoa deve movimentar os supermercados e comércio de rua nos próximos dias em Santa Catarina. O catarinense pretende desembolsar em média R$ 163,09, variação de 7,4% em relação a 2016 (R$151,82), de acordo com a pesquisa de intenção de compras para a data, realizada pela Fecomércio SC. O aumento real previsto para 2017, no entanto, é considerado tímido, visto que o comportamento de consumo em 2016 foi atípico e com volume de vendas abaixo dos anos anteriores.

Veja a pesquisa na íntegra

A percepção sobre a situação financeira das famílias pode pesar na hora de escolher o presente: 38% afirmaram que estão na mesma condição, 31,7% pior e 30,1% melhor.

Os dados mostram que os consumidores estão bastante seletivos nas escolhas para não comprometer o orçamento, tanto que 73,5% devem recorrer à pesquisa de preço em busca do melhor custo/benefício.

“A expectativa neste ano é oferecer preços e opções vantajosas para atrair os consumidores. Estamos animados: o início da retomada da confiança, que aos poucos traz a estabilidade tão esperada desde 2015, o dinheiro extra do FGTS e a possibilidade de negociar as formas de pagamento a preços diferenciados são bastante favoráveis ao mercado”, comenta o presidente da Fecomércio SC, Bruno Breithaupt.

Leia mais:

Consumidores da Capital devem optar pelo tradicional ovo de chocolate

Consumidores serão mais econômicos em Joinville na Páscoa

Situação financeira pode impactar nas vendas de Páscoa em Lages

Chapecó deve ter maior gasto médio na Páscoa

Produtos artesanais ganham espaço na Páscoa em Blumenau

Compras de Páscoa devem ser à vista em Criciúma

Mais de 80% dos consumidores em Itajaí devem fazer pesquisa de preço

Perfil de consumo

Os segmentos mais procurados no período serão de chocolate (92,3%), vestuário/calçados (5%) e brinquedos (2%). A maioria deve optar pelos ovos industrializados (52,5%) e chocolates variados (35,5%), como barras e caixas de bombons. Os produtos artesanais também devem conquistar o paladar e já avançam com 8,4% da preferência.

O principal destino das compras devem ser os supermercados (51,5%), seguido pelo comércio de rua (35,7%) e shopping (7,8%). Pelo menos 11% dos consumidores ainda não decidiram onde vão garantir o presente.

A preocupação com o preço em períodos de recessão é central (42%), além da busca por promoções (31%) e bom atendimento (14%).

Um percentual bastante expressivo (77,5%) pretende efetuar a compra à vista ou ainda parcelada no cartão de crédito (7,7%). Esta intenção pode ter impacto nos índices de endividamento e inadimplência em SC, que chegaram a 58,3% e 19,6% em março, respectivamente.

Apenas 11,7% dos entrevistados pretendem viajar no feriado, a maioria (54,3%) dentro do próprio estado (54,3%), movimentando a economia local. O Rio Grande do Sul (18,6%) e o Paraná (13,8%) também figuram na lista. Os catarinenses devem aproveitar a data para visitar familiares (55,5%) ou fazer turismo (40,3%).

As pesquisas são feitas com consumidores em Blumenau, Chapecó, Criciúma, Florianópolis, Joinville, Lages e Itajaí para orientar os empresários do setor e revelar as principais tendências de consumo.

Problemas com a imagem
Problemas com a imagem

Sobre o Sindicato

Sindicato Intermunicipal dos Estabelecimentos de Garagens, Estacionamentos, Limpeza e Conservação de Veículos

  • Endereço:
    Rua Felipe Schmidt, 303 - sala 616, Ed. Dias Velho - Centro
  • CEP: 88010-001
  • Processo: CERSC 1895
  • Telefone(s):(48) 3024-1147
  • Email contato: secretaria@sindepark-sc.com.br
  • Presidente:
    ANDRÉ LUIZ OSTERMANN